google-site-verification=oNEecvM6gvURDrtcY9c-8u1rqP9hIPz5TE6P1q2aL_k

Ansiedade: como isso tem afetado a sua vida materna?

Ansiedade: como isso tem afetado a sua vida materna?

Ansiedade é preocupação, agitação interior, nervosismo, angústia, medo. Nada bom.

Ansiedade me pegou de jeito.Meu coração estava assim essa semana, angustiado, por isso decide escrever. Eu pensava em milhões de coisas ao mesmo tempo, como seria minha volta ao trabalho, minha filha não conseguia pegar mamadeira, quando pegou a fórmula começou a dar cólica, pensei se iria dar conta da nova rotina, dos meus estudos, de estudar inglês, dos meus projetos pessoais. Vou dar conta de empreender como eu gostaria? Daí olhei minhas unhas, pensei se iria conseguir voltar a fazê-las regularmente, olhei no espelho vi meu cabelo bagunçado, pensei se teria tempo de marcar a progressiva prometida a meses. Será que eu consigo?

Já parou pra pensar em quanto a ansiedade tem consumido nossas vidas nos últimos tempos? Como ela afeta os nossos dias, nosso trabalho, nossas relações, o nosso pensar?

Pensamos como vai ser quando eu terminar aquele curso? O que vai mudar se eu conseguir aquela vaga que eu tanto quero? Que roupa eu vou usar quando eu conseguir emagrecer?

Com nossos filhos então, não é diferente. Como vai ser quando eu voltar a trabalhar? Quando vou começar a introdução alimentar? Não vejo a hora dele começar a falar… Quero tanto ver como vai ser quando ela começar a andar…E por aí vai!

Não digo que se preocupar com o futuro e planeja-lo seja ruim. Muito pelo contrário, nossa ideia de um futuro melhor muitas vezes é o que nos motiva a seguir em frente. Motiva! É isso que a ideia de futuro deve trazer pra você: Motivação. Se qualquer pensamento do que vai acontecer for diferente disso, tem alguma coisa errada aí.

Vivemos sempre a espera do que está por vir, preocupados pelo que está a chegar que nós esquecemos de olhar ao redor: o que temos, o que já conquistamos , quem nos transformamos.

Respirei fundo. Olhei em volta. Enfrentei a realidade do momento e agradeci! Sem pensar, só agradeci. Olhei minha filha brincando com as mãozinhas, sorriu pra mim. A nuvem negra se dissipou.

Lembrei  do que minha mãe disse uma vez: “calma, vai passar! Ela vai crescer, quando você se der conta, já passou!”.

Lembrei  do quanto tinha desejado tudo isso, da gravidez, do nascimento, de toda a transformação até ali. Passou. Então ela soltou um gritinho, esticou a mãozinha em direção ao meu rosto e pensei ISSO TAMBÉM PASSA!

Por isso aproveite cada momento seu. Cada gesto, cada choro, cada mamada, cada pontada no coração, pois vai passar!

Faça esse exercício, olhe em volta e reconheça quem você é agora, confronte-se com a realidade da situação atual (sendo ela boa ou ruim) e agradeça! Porque vai passar. Passe a viver o agora, aproveite este instante, deixe fluir. Acalente você mesma, abrace-se como você merece, não se cobre tanto!

Eu sinto que a maternidade acaba por trazer a mulher uma maturidade que acalma, que conforta. Não sei se é isso mesmo, apenas sinto. Afinal é isso que nós mulheres fazemos umas a outras desde os primórdios: acalentar. É só lembrar do colo da sua mãe, da sua avô, da sua irmã… Faz parte da nossa alma, da nossa essência. Mas isso leva tempo e este tempo não somos nós que decidimos.

ansiedade na vida materna, mãe acalentando filho
Quadro Mãe, Gustav Klimt

Mas tenha certeza, TUDO PASSA.

Espero que tenha gostado, que este texto tenha te ajudado em algo.:)

E você? Como a ansiedade tem afetado sua vida?

Como você tem lidado com isso?

Conta pra mim!

Tags: | | | | |

Sobre o Autor

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *